ICMBio - Reserva Biológica do Tinguá
Menu

Reserva Biológica do Tinguá

Pesquisas

Gostaria de desenvolver sua pesquisa dentro da Reserva Biológica do Tinguá? Entenda quais são os passos necessários e ajude a contribuir para o conhecimento e proteção contínua de nossas florestas e sua fauna exuberante.

Pesquisa - Reserva Biológica do Tinguá
Monitoramento de Fauna / Entidade Ambientalista Onda Verde, coordenado pelo biólogo Diogo Luiz. (Foto: Carlos Januzzi)

Um dos objetivos das unidades de conservação é "proporcionar meios e incentivos para as atividades de pesquisa científica, estudos e monitoramento ambiental" (Art. 4º, X, Lei 9.985/2000). O artigo 32 estabelece a necessidade de "articulação com a comunidade científica com o propósito de incentivar o desenvolvimento de pesquisas sobre a fauna, a flora e a ecologia das unidades de conservação e sobre formas de uso sustentável dos recursos naturais, valorizando-se o conhecimento das populações tradicionais."

Art. 32 da Lei 9.985 de 18 de julho de 2000.
§1º As pesquisas científicas nas unidades de conservação não podem colocar em risco a sobrevivência das espécies integrantes dos ecossistemas protegidos.
§2º A realização de pesquisas científicas nas unidades de conservação, exceto Área de Proteção Ambiental e Reserva Particular do Patrimônio Natural, depende de aprovação prévia e está sujeita à fiscalização do órgão responsável por sua administração.

A Rebio do Tinguá recebe todos os anos estudantes e pesquisadores de diferentes Instituições e áreas, que têm contribuído na geração de novas ideias e conhecimentos, em especial no campo da biodiversidade. Para pesquisar na área da Rebio é preciso submeter o projeto de pesquisa para autorização no SISBio – Sistema de Autorização e Informação em Biodiversidade.

Para conhecer alguns dos estudos realizados na Rebio, acesse a biblioteca! Se você já realizou pesquisas na Rebio, compartilhe suas publicações conosco - envie um email para [email protected]

Instrução normativa ICMBio nº03/2014 – Institui e regulamenta o SISBio.(Clique aqui)
Saiba mais sobre o SISBio em: www.icmbio.gov.br/sisbio

LOCALIZAÇÃO: RIO DE JANEIRO - BRASIL

A Reserva Biológica do Tinguá está localizada no estado do Rio de Janeiro, a cerca de 60 km da capital. Seus 24 mil hectares estão distribuídos nos municípios de Nova Iguaçu, Duque de Caxias, Miguel Pereira e Petrópolis. É um dos maiores fragmentos de mata atlântica contínua e preservada do país. A Rebio é considerada como de extrema importância biológica para a conservação da fauna, flora e recursos abióticos. Compõe uma das zonas núcleo da Reserva da Biosfera da Mata Atlântica (RBMA), além do Mosaico da Mata Atlântica Central-Fluminense e do Corredor de Biodiversidade da Serra do Mar, que é uma das áreas mais ricas em diversidade biológica da Mata Atlântica.

CONTATO

E-mail [email protected]

Telefone 21 3767-7004 / 24 2222-1651 ATENÇÃO: Telefones temporariamente indisponiveis.

Localização SEDE
Estrada do Comércio, n° 3.400
Tinguá - Nova Iguaçu - RJ

Localização BASE AVANÇADA:
Estrada União e Indústria, n° 9.722
Itaipava - Petrópolis - RJ

Facebook Reserva Biológica do Tinguá      Youtube Reserva Biológica do Tinguá

Instituto Chico Mendes - MMA

PESQUISAS | VISITAÇÃO | CONSELHO | PROTEÇÃO | BIBLIOTECA | GALERIA DE FOTOS | FALE CONOSCO

©2018 Reserva Biológica do Tinguá - Todos os Direitos Reservados

Voltar para o topo